Um cérebro de neurónios acidentais?

neurons.jpg
Os circuitos cerebrais resultam de encontros acidentais entre neurónios : “‘Pensamos que os neurónios crescem da forma mais independente possível uns dos outros e que formam sinapses essencialmente nos locais onde, acidentalmente, colidem entre si'”

No mundo da neurociência o projecto Blue Brain procura reconstruir o cérebro e numa publicação recente mostra que o estabelecimento das ligações entre neurónios durante o seu crescimento é iminentemente aleatória. Este constrangimento do crescimento e conectividade dos neurónios poderá indicar que a modelação destes não poderá ser feita inteiramente ao nível topológico (redes) e terão que ser levados em linha de conta os impedimentos tridimensionais existentes.

Embora o artigo na Frontiers não refira, gostava de ver como é que o modelo de crescimento é comparável aos modelos de crescimentos de redes, e perceber se estamos perante um novo processo ou se antes se trata de uma variação de um dos modelos de formação de redes (aleatória, preferential attachment, etc… ver Evolution of Networks de Dorogovtsev e Mendes ou Scale-Free Networks de Guido Caldarelli ).

Claro que a descoberta de tudo sobre o cérebro humano vai demorar centenas de anos mas estas descobertas recentes sobre o funcionamento, ligação e comunicação entre neurónios pode ajudar no entendimento de muitas outras áreas a começar pela possibilidade de este modelo de formação de ligações neuronais durante o crescimento não ser exclusivo do cérebro e pode ser encontrado noutros sistemas complexos.